Águeda Mendes da Silva
Uma mulher comum que apesar de ter vivido bastante ainda não se cansou de sonhar .
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Meu Diário
06/11/2016 09h29
Domingo

06/1116



Eram sete horas quando me levantei.



Minha filha ainda dormia e sonhava  alto. Sorri  do que ela dizia mas não quis interromper seus sonhos.



Lavei o rosto  tomei meu copo de água como é de costume, coei o café  sem fazer barulho. 



Domingo de céu embaçado e a passarada fazia festa nos arvoredos. No canto da varanda, dois pássaros_pretos tratavam dos seus bebezinhos ainda no ninho. Quase no ponto de voar.



Minha filha ainda dormia. Abri o computador, escrevi uns versos espontâneos, comentei obras de algus autores do Recanto  das Letras e por fim, acabei aqui escrevendo os primeiros acontecimentos do meu domingo. Espero que seja belo como esta manhã que me deu a graça  de contemplar mesmo sozinha as maravilhas da vida!



Águeda Mendes da Silva



 



Publicado por Águeda Mendes da Silva em 06/11/2016 às 09h29
 
03/11/2016 12h07
Assim amanheceu

Seis e meia da manhã.  03/11/16.

Abri  a janela e só  pude divulgar  algumas imagens entre o branço leitoso  que cobria toda a paisagem. Pensei em escrever mas estava sem energia física. O sol é  meu gerador e sem ele sou como o beija_flor que fica imóvel  até que os raios solares alimente suas forças.  

Pensei nos familiares distantes e senti um pouco solitária. Recordei_  me então do aniversário  da minha primeira neta e não  tive mais dúvidas.  Eu não era solitária, apenas estava me sentindo.  Abri a porta e a neblina fria já havia sido dispersa.

Este  é  o meu primeiro texto do meu diário  que apesar de ser um pouco melancólico , deixo aqui  a minha mensagem:   Em dias claros ou escuros, sempre tem algo de bom para ser vivido!  Nesse instante fecho meu diário para entrar no facebook para homenagear minha Neta "Samia!"

 

Águeda Mendes da Silva


Publicado por Águeda Mendes da Silva em 03/11/2016 às 12h07